Corrida: a grande obsessão (documentário)

No início deste mês foi publicado um documentário “Running: la gran obsesión” que testemunha o estado atual da corrida no país de nuestros hermanos.

 

Com quase uma hora de duração, o filme documental aborda como tema principal a obsessão que se vive em torno das modalidades de corrida. Uma longa metragem com conteúdos científicos e técnicos de visualização obrigatória para todos os aficionados pelo desporto.

Conta com a participação de nomes importantes do atletismo espanhol como Martín Fiz (popular maratonista espanhol) e Iván Raña (campeão do mundo de triatlo por várias vezes), de médicos e professores ligados à reabilitação física e ao treino desportivo, e de atletas amadores que contam as suas experiências como corredores.

O documentário está dividido em mini capítulos. Aborda temas como a ambição de querer correr mais e melhor. Dos primeiros 10 quilómetros numa qualquer corrida popular até à tão desejada maratona. Evidencia o exemplo de um homem sedentário que ao final de dois meses participa na meia maratona de Madrid e que ao final de 3 anos e meio levava 8000 quilómetros de corrida nas pernas.

Numa outra parte, foca-se nos planos de treino errados e pouco adaptados aos atletas amadores. Nos treinos e corridas de longas horas e/ou distâncias sem qualquer tipo de exames médicos. E nos corredores autodidatas que procuram informações em revistas, redes sociais ou blogues, onde impera a desinformação que condiciona o rendimento e aumenta a possibilidade de lesões.

Num campo ligado à psicologia, aborda a obsessão pela corrida, pela dieta, pelos planos de treino comparável com qualquer outro vício condenado pela sociedade.

 

Principais notas registadas:

  • 94% dos runners participa em corridas de competição (corridas populares).
  • A maioria corre entre 5 a 15 provas por ano.
  • Correr em provas provoca 5 vezes mais lesões do que correr por prazer
  • 5 em cada 1000 corredores têm alguma anomalia cardiovascular
  • 1 em cada 5 corredores se lesiona a cada ano
  • 20% das lesões requerem mais de um mês de reabilitação

 

Running: la gran obsesión, é sem dúvida um documentário interessante, crítico e reflexivo. Espelha a realidade espanhola que na minha opinião é tão igual à portuguesa, que nos últimos anos assistiu ao boom da corrida, ao negocio de milhões do comércio de artigos e organização de provas, e à escassez do aprender a correr bem.

Seremos ou não obsessivos?

Video: vimeo.com

Site do Projeto

Quiz “Serei um viciado em corrida?”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *