Sistemas de Gestão de Aprendizagem (LMS)

O ensino tem evoluído significativamente ao longo dos anos, razão pela qual, os professores adotaram algumas ferramentas de gestão da aprendizagem, como os sistemas LMS (Learning Management System). As escolas acabaram por ser empurradas para a utilização do Moodle, um LMS open-source e o mais utilizado da atualidade.

No entanto, o Moodle apesar de todas as vantagens, apresenta desvantagens que impede a sua utilização ser ainda maior. É necessário conhecimentos para a instalação, configuração e manutenção. Além de ser necessário, um alojamento qualificado, pelo menos para aguentar com os recursos mais básicos que este LMS oferece.

Muitos professores acreditam que estas ferramentas on-line, ajudam a envolver os alunos e também a melhorar o seu desempenho, uma vez que, os aproximam mais da aprendizagem quando estão fora da sala de aula.

Nos LMS está lá tudo: os registos dos alunos, a documentação de apoio às aulas, os conteúdos personalizados, vídeos e multimédia, fóruns de discussão, instrumentos de avaliação, etc. Daí, que os benefícios sejam imensos na utilização deste tipo de ferramentas.

Do Moodle ao Edmodo, há uma série de ferramentas on-line que os professores podem e devem usar para gerir, controlar e oferecer formação on-line.

 

Como é que um professor pode usar um LMS?

Se a escola onde trabalha não tiver já adotado um LMS como o Moodle, que necessita de ser instalado num servidor web, existem LMS que funcionam como SaaS (software as a service) como o Edmodo ou o Schoology.

A escolha será naturalmente em função das funcionalidades, características e preço, apesar de existirem disponíveis muitos serviços gratuitos, que são abordados com mais detalhe na seguinte infografia:

top20-ferramentas-lms

 

Fonte: edudemic.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *